TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ TPQB - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2009

Tratamento Combinado do Efluente Gerado do Processamento de Óleo de Xisto

Autor: André Rodrigues Pereira
Orientadoras: Lídia Yokoyama, Juacyara Carbonelli Campos.

Resumo

O trabalho visa estudar a viabilidade de uma rota tecnológica para o tratamento de um efluente industrial de processamento de óleo de xisto. Esta rota previu um processo de flotação da corrente oleosa, uma mistura do efluente da torre de stripping com a corrente oleosa, após remoção do óleo por flotação.

A partir desta mistura foram estudados processos oxidativos avançados (POA) e processos de adsorção em carvão ativado visando a remoção de DQO na tentativa de enquadrá-lo no limite permitido para o seu descarte (DQO < 150mg/L). A remoção de óleos e graxas por Flotação por Ar Dissolvido, em escala de bancada, foi de 90% com o pH 7,0 e concentração de coagulante a base de tanino de 100 mg/L.

Durante o trabalho verificou-se que o processo oxidativo devia ser aplicado à mistura antes do processo de adsorção em carvão ativado. A remoção de DQO foi de até 80% a 45°C com o processo oxidativo utilizando o reativo de Fenton (12,7 g/L de peróxido de hidrogênio e 1.300 mg/L de Fe2+) e o processo de adsorção em carvão ativado teve uma remoção máxima de 30% no equilíbrio (com 20 g/L e 5 horas de contato).

A biodegradabilidade do efluente aumentou em dez vezes (acompanhado através da relação DBO/DQO que aumentou de 0,05 para 0,5) com o processo Fenton e não alterou seu valor ao ser tratado em seguida, com o carvão ativado.