TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ TPQB - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2009

Planejamento Estratégico para Tecnologia da Informação em Empresas de Manufatura

Autor: Eduardo Mauricio Zalamena
Orientadora: Adelaide Maria de Souza Antunes

Resumo

O alinhamento do planejamento estratégico para tecnologia da informação (TI) ao planejamento estratégico corporativo é um grande aliado da administração da empresa. Poucos assuntos e abordagens têm sido escrito e divulgado na literatura por diversos autores e grande parte desse material tem sido utilizado de forma eficaz em algumas empresas, ajudando-as no gerenciamento e na tomada de decisão estratégica.

O objetivo desta dissertação, de natureza exploratória, é apresentar os aspectos que possam ajudar no alinhamento estratégico de TI com os objetivos da empresa, promovendo o ajuste contínuo para que as necessidades do negócio sejam facilmente compreendidas pela TI de maneira alinhada com o plano estratégico.

O modelo utilizado na empresa para Planejamento Estratégico para TI em Empresas de Manufatura é composto de algumas dimensões que constituem o universo de atuação: Mercado Global, Gestão Empresarial, Alinhamento de TI aos Negócios, Organização de TI.

Mesmo com grande fluxo de informações e processos automáticos em todas as áreas da empresa, ainda observa-se que existe uma lacuna a ser preenchida entre a TI e as pessoas que dirigem a empresa. A área de Tecnologia da Informação, ainda é vista, em alguns casos, como um centro de custo, pelo fato de absorver grande parte dos investimentos e despesas de sistemas corporativos.

O desenvolvimento desse estudo teve como objetivo avaliar o alinhamento dos objetivos de TI com os objetivos da empresa, de forma a viabilizar a abertura de novos mercados, geração de eficiência operacional e consequentemente o aumento da geração de receita, além de permitir uma transparência através de ações de governança de TI.