EPQB EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ EPQB - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
English Busca 
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Atenção: Os candidatos selecionados no Processo Seletivo MP 2019/1 devem usar os mesmos CPF e Senha da inscrição no Processo Seletivo. Caso tenha esquecido, peça "Lembrar Senha" na tarja azul clara no topo desta tela. Só precisa preencher a opção Registro de Matrícula, subopções Dados Pessoais, Contato e Documentação
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!
Formulário de Busca
×

Páginas dos Livros nos Sites das Editoras

Ver Legenda   Página Existente
  Página não encontrada

  1. A Aprendizagem Tecnológica no Brasil
  2. Análise Térmica de Materiais
  3. Aproveitamento Energético e Caracterização de Resíduos de Biomassa
  4. Biocatálise e Biotransformação
  5. Biocombustíveis no Brasil
  6. Biomassa para Química Verde
  7. Chemistry Beyond Chlorine
  8. Compositional Grading in Oil and Gas Reservoirs
  9. Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos
  10. Dinâmica, Controle e Instrumentação de Processos
  11. Economia da Energia
  12. Engenharia de Processos
  13. Gestão em Biotecnologia
  14. Glycerol - A Versatile Renewable Feedstock for the Chemical Industry
  15. Handbook of Fruit and Vegetable Flavors
  16. Inovação - O Combustível do Futuro
  17. Mapeamento Tecnológico de Polímeros Furânicos
  18. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 1: Hidrocraqueamento de Frações Pesadas
  19. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 2: Hidrotratamento de Destilados
  20. Modelagem e Controle na Produção de Petróleo
  21. Monoethylene Glycol as Hydrate Inhibitor in Offshore Natural Gas Processing
  22. Offshore Processing of CO2 Rich Natural Gas with Supersonic Separator
  23. Olefinas Leves - Tecnologia, Mercado e Aspectos Econômicos
  24. Oportunidades em Medicamentos Genéricos
  25. Panorama e Perspectivas da Estocagem Geológica de Gás Natural
  26. Patenteamento & Prospecção Tecnológica no Setor Farmacêutico
  27. Planejamento de Experimentos usando o Statistica
  28. Potencialidades do Cajueiro
  29. Processos Inorgânicos
  30. Reologia e Reometria - Fundamentos Teóricos e Práticos
  31. Reúso de Água em Processos Químicos
  32. Setores da Indústria Química Orgânica
  33. Technology Roadmap
  34. Tecnologia do Hidrogênio
  35. Tecnologia Enzimática
  36. Tecnologias de Produção de Biodiesel
  37. Technological Trends in the Pharmaceutical Industry
  38. Tendências Tecnológicas no Setor Farmacêutico
×

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2008

Recentes Impactos da Indústria Petroquímica sobre o Parque de Refino.

Autora: Patrícia Carneiro dos Santos.
Orientadores: Suzana Borschiver, Peter Rudolf Seidl.

Resumo

A demanda global por insumos petroquímicos, principalmente pelas olefinas leves (eteno e propeno), apresenta perspectiva de acentuado crescimento, o que estimula a busca por novos processos produtivos e pela otimização de tecnologias tradicionais.

Com a taxa de crescimento da demanda por propeno ligeiramente superior à do eteno, elevação de preços e dificuldade no suprimento de matérias-primas para a petroquímica, como a nafta e o gás natural, o tradicional processo de craqueamento a vapor não é capaz de atender sozinho à esta demanda e/ou fornecer margens elevadas.

Como a dinâmica do mercado de petroquímicos também influencia o refino, houve um significativo progresso no desenvolvimento de tecnologias para o refino petroquímico, promovendo uma maior integração entre ambas as atividades. Esta integração oferece grandes oportunidades de sinergia, uma vez que estas indústrias compartilham desafios como aumentar a eficiência de processos, atender às legislações ambientais cada vez mais severas e otimizar o uso de utilidades. As novas especificações para combustíveis também contribuem para esta aproximação. Afinal, as correntes de hidrocarbonetos aromáticos e olefínicos que tornar-se-ão disponíveis neste novo contexto poderão ser direcionadas para a produção de petroquímicos, gerando produtos de grande valor agregado.

O craqueamento catalítico petroquímico é um exemplo de avanço do refino petroquímico. Baseado numa maior severidade operacional que o FCC tradicional, ele permite maior rendimento em eteno e propeno, além de produzir uma nafta bastante aromática. Entretanto, para se beneficiar de tal integração e aproveitar a oportunidade de adicionar valor a petróleos não-convencionais (que tendem a crescer em importância no mercado), os refinadores vêm privilegiando (e adaptando) processos de conversão e tratamento no esquema de refino, de maneira a obter maior rendimento em derivados nobres.

Os gases residuais de refinaria correspondem a mais uma alternativa de matéria-prima petroquímica que vem sendo aproveitada. Assim, a refinaria, originalmente projetada para a produção de combustíveis, passa a ser encarada como uma interessante fonte de petroquímicos, dando origem às refinarias petroquímicas.

Esta dissertação fornece um panorama dos recentes impactos da petroquímica sobre o parque de refino, assim como exemplos de integração refino-petroquímica no mundo.