EPQB EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ EPQB - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Busca 
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Atenção: Os Candidatos aprovados para as turmas 2018/1 tanto de Mestrado quanto de Doutorado, que ainda não completaram seus dados, devem acessar a Intranet do EPQB para completar o cadastro, no período de 10/01/2018 a 17/01/2018. Só precisa preencher a opção Registro de Matrícula, subopções Dados Pessoais, Contato e Documentação.
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!
This is an example of a HTML caption with a link.
Formulário de Busca
×

Páginas dos Livros nos Sites das Editoras

Ver Legenda   Página Existente
  Página não encontrada

  1. A Aprendizagem Tecnológica no Brasil
  2. Análise Térmica de Materiais
  3. Aproveitamento Energético e Caracterização de Resíduos de Biomassa
  4. Biocatálise e Biotransformação
  5. Biocombustíveis no Brasil
  6. Biomassa para Química Verde
  7. Chemistry Beyond Chlorine
  8. Compositional Grading in Oil and Gas Reservoirs
  9. Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos
  10. Dinâmica, Controle e Instrumentação de Processos
  11. Economia da Energia
  12. Engenharia de Processos
  13. Gestão em Biotecnologia
  14. Glycerol - A Versatile Renewable Feedstock for the Chemical Industry
  15. Handbook of Fruit and Vegetable Flavors
  16. Inovação - O Combustível do Futuro
  17. Mapeamento Tecnológico de Polímeros Furânicos
  18. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 1: Hidrocraqueamento de Frações Pesadas
  19. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 2: Hidrotratamento de Destilados
  20. Modelagem e Controle na Produção de Petróleo
  21. Monoethylene Glycol as Hydrate Inhibitor in Offshore Natural Gas Processing
  22. Olefinas Leves - Tecnologia, Mercado e Aspectos Econômicos
  23. Oportunidades em Medicamentos Genéricos
  24. Panorama e Perspectivas da Estocagem Geológica de Gás Natural
  25. Patenteamento & Prospecção Tecnológica no Setor Farmacêutico
  26. Planejamento de Experimentos usando o Statistica
  27. Potencialidades do Cajueiro
  28. Processos Inorgânicos
  29. Reologia e Reometria - Fundamentos Teóricos e Práticos
  30. Reúso de Água em Processos Químicos
  31. Setores da Indústria Química Orgânica
  32. Technology Roadmap
  33. Tecnologia do Hidrogênio
  34. Tecnologia Enzimática
  35. Tecnologias de Produção de Biodiesel
  36. Technological Trends in the Pharmaceutical Industry
  37. Tendências Tecnológicas no Setor Farmacêutico
×

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2010

Efeito da Fonte e Concentração de Nitrogênio na Produção de Biopolímero por Aureobasidium pullulans.

Autora: Juliana Davies de Oliveira.
Orientadoras: Eliana Flávia Camporese Sérvulo, Flávia Duta Pimenta.

Resumo

Dentre os biopolímeros microbianos estão polissacarídeos produzidos por micro-organismos, cujas propriedades reológicas permitem aplicações nos mais diferentes setores industriais. Dentre os biopolímeros, destaca-se a pululana, um homopolissacarídeo linear neutro produzido, principalmente, pelo fungo dimórfico Aureobasidium pullulans, em condição de aerobiose.

As propriedades físico-químicas da pululana possibilitam seu uso não só nas indústrias alimentícia, cosmética e farmacêutica, mas particularmente para fins mais nobres, como para conjugados de vacinas e interferon.

Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de cinco fontes de nitrogênio, em diferentes concentrações, por duas linhagens de A. pullulans, visando a redução de custos e a maximização do rendimento do processo.

Para tanto foram realizados experimentos por batelada convencional utilizando meio básico mineral constituído de 30 g/L de açúcar cristal e das fontes de nitrogênio - sulfato de amônio, nitrato de sódio, nitrato de amônio, uréia e levedura residual cervejeira - adicionadas ao meio de modo a estabelecer relações carbono/nitrogênio (C/N) de 5, 25, 50 e 150. Após 48 horas de incubação a 28+/-1°C, sob agitação de 150 rpm, foram feitas determinações de concentração celular, consumo de substrato, polímero produzido, pH e viscosidade.

Todas as fontes de nitrogênio, nas proporções testadas, foram capazes de promover crescimento celular e produção de biopolímero por ambas as linhagens. No entanto, tanto a quantidade de biopolímero produzido quanto a viscosidade do mosto fermentado foram dependentes da linhagem microbiana, da fonte de nitrogênio e da relação C/N. No geral, os melhores resultados para as diferentes condições foram observados para a linhagem IOC 3011.

Dentre as fontes de nitrogênio, o resíduo da indústria cervejeira (LRC) foi a que propiciou os maiores rendimentos (YP/S) de biopolímero. Inclusive a LRC foi melhor comparativamente ao sulfato de amônio, que é a fonte de nitrogênio normalmente indicada para obtenção deste biopolímero. O uso do resíduo cervejeiro também propiciou a obtenção de mostos fermentados com os maiores valores de viscosidade - 0,06 Pa.s e 0,008 Pa.s, respectivamente na menor (15,6 s-1) e maior (415 s-1) taxa de cisalhamento.

Quando a fermentação foi conduzida com controle de pH em 6,0, houve aumento dos rendimentos e da viscosidade do mosto e ausência de pigmentação. A relação C/N de 100 foi a mais adequada para a produção do biopolímero, que foi máxima com 120 h.

Nas condições selecionadas, o biopolímero recuperado do mosto por precipitação com etanol e parcialmente purificado foi caracterizado através das análises por Espectroscopia de absorção na região do infravermelho por Transformada de Fourier, Viscosimetria e Termogravimetria, que revelaram ser a sua composição química e propriedades físicas semelhante a da pululana padrão (Sigma-Aldrich).