TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ TPQB - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!

Teses de Doutorado Defendidas: 2010

Desenvolvimento de Produtos a partir da aplicação de Modelagem de Misturas de Componentes associada à propriedades físico-químicas. Estudo de caso: formulação de Inibidores de Corrosão para Processos de Acidificação de Poços de Petróleo

Autora: Elizandra Cananéa de Sá Elias
Orientadora: Erika Cristina Ashton Nunes Chrisman

Resumo

Este trabalho vem demonstrar a importância da aplicação do planejamento de experimentos no processo de desenvolvimento de novos produtos, que visa satisfazer dois grandes objetivos: precisão estatística e redução dos custos.

Na indústria petrolífera, a corrosão é processo constante devido à utilização de estruturas metálicas nas diversas etapas de exploração, produção e refino. Por isso, o desenvolvimento de novas formulações de inibidores de corrosão, ecologicamente corretas, de alto desempenho e com as garantias que o mercado exige, tem sido alvo de grandes discussões. Portanto, este trabalho teve como proposta o desenvolvimento de formulações de inibidores de corrosão para processos de acidificação de poços de petróleo a partir de misturas de compostos orgânicos de características químicas específicas.

A utilização de ferramentas estatísticas voltadas para o planejamento de experimentos (modelagem de misturas de componentes) associados a propriedades físico-químicas, provenientes da modelagem molecular de estruturas, e dados toxicológicos, foram essenciais para estabelecer composições de misturas, com base nas especificidades delimitadas pelo processo de otimização numérica, ou seja, baixa toxicidade para o meio ambiente e de alta eficiência para as empresas.

Resultados de ensaios de perda de massa realizados em autoclaves cilíndricas revestidas de teflon, em estufa de rolos durante 24h, indicaram para a composição de uma das misturas, taxas de corrosão abaixo de 200 mpy para maioria dos materiais testados.