TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ TPQB - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Atenção: Os novos alunos de Mestrado Acadêmico já podem completar seus dados. Pedimos aos outros que aguardem mais um pouco. (07/12/2016 15:50)
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!

Teses de Doutorado Defendidas: 2008

Metodologia de seleção, avaliação e priorização de projetos tecnológicos inovadores.

Autor: Luiz Fernando Leite.
Orientadora: Adelaide Maria de Souza Antunes.

Resumo

Este trabalho analisa a importância da inovação e do desenvolvimento tecnológico para as empresas, num cenário de negócios altamente competitivo. Atualmente a função tecnologia passou a integrar o Planejamento Estratégico das empresas líderes e a eficiência de como gerir a inovação, no contexto empresarial, ganhou especial relevância. Como selecionar projetos que sejam portadores de futuro para a organização passou a ser um grande tema de discussão.

São analisadas as principais ferramentas de gestão e as metodologias, convencionalmente praticadas, de avaliação de uma carteira de projetos de P&D, sendo feita uma análise da adequação dos critérios adotados para a seleção e priorização de projetos face ao cenário atual.

É abordada a inovação na área petróleo e energia, tomado como referência o caso da Petrobras, bem como fatos e dados relacionados ao seu Sistema Tecnológico e à gestão de tecnologia praticada em seu Centro de P&D. A complexidade do processo de inovação e suas dimensões: pessoa, cultura, processos gerenciais e infra-estrutura são analisados. É discutida a gestão de idéias e a falta de informações precisas para os projetos embrionários inovadores.

São apresentadas as premissas facilitadoras à inovação, tais como:

São discutidos os paradigmas existentes da gestão da inovação e as novas tendências, que objetivam mitigar o dilema do inovador de Christensen. É proposta uma nova metodologia que separa a carteira incipiente daquela carteira de projetos de desenvolvimento, mais bem estruturados.

São discutidos os critérios a serem adotados para a seleção de projetos inovadores incipientes, bem como é feita uma proposta para o perfil dos participantes do fórum, para evitar uma postura muito operacional e manter uma visão prospectiva, sistêmica e plural. No final é realizada a análise da adequação da nova metodologia proposta, considerando as suas condicionantes e possíveis limitações.