EPQB EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ EPQB - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Busca 
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Atenção: Os Candidatos aprovados para as turmas 2018/1 tanto de Mestrado quanto de Doutorado, que ainda não completaram seus dados, devem acessar a Intranet do EPQB para completar o cadastro, no período de 10/01/2018 a 17/01/2018. Só precisa preencher a opção Registro de Matrícula, subopções Dados Pessoais, Contato e Documentação.
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!
This is an example of a HTML caption with a link.
Formulário de Busca
×

Páginas dos Livros nos Sites das Editoras

Ver Legenda   Página Existente
  Página não encontrada

  1. A Aprendizagem Tecnológica no Brasil
  2. Análise Térmica de Materiais
  3. Aproveitamento Energético e Caracterização de Resíduos de Biomassa
  4. Biocatálise e Biotransformação
  5. Biocombustíveis no Brasil
  6. Biomassa para Química Verde
  7. Chemistry Beyond Chlorine
  8. Compositional Grading in Oil and Gas Reservoirs
  9. Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos
  10. Dinâmica, Controle e Instrumentação de Processos
  11. Economia da Energia
  12. Engenharia de Processos
  13. Gestão em Biotecnologia
  14. Glycerol - A Versatile Renewable Feedstock for the Chemical Industry
  15. Handbook of Fruit and Vegetable Flavors
  16. Inovação - O Combustível do Futuro
  17. Mapeamento Tecnológico de Polímeros Furânicos
  18. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 1: Hidrocraqueamento de Frações Pesadas
  19. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 2: Hidrotratamento de Destilados
  20. Modelagem e Controle na Produção de Petróleo
  21. Monoethylene Glycol as Hydrate Inhibitor in Offshore Natural Gas Processing
  22. Olefinas Leves - Tecnologia, Mercado e Aspectos Econômicos
  23. Oportunidades em Medicamentos Genéricos
  24. Panorama e Perspectivas da Estocagem Geológica de Gás Natural
  25. Patenteamento & Prospecção Tecnológica no Setor Farmacêutico
  26. Planejamento de Experimentos usando o Statistica
  27. Potencialidades do Cajueiro
  28. Processos Inorgânicos
  29. Reologia e Reometria - Fundamentos Teóricos e Práticos
  30. Reúso de Água em Processos Químicos
  31. Setores da Indústria Química Orgânica
  32. Technology Roadmap
  33. Tecnologia do Hidrogênio
  34. Tecnologia Enzimática
  35. Tecnologias de Produção de Biodiesel
  36. Technological Trends in the Pharmaceutical Industry
  37. Tendências Tecnológicas no Setor Farmacêutico
×

Teses de Doutorado Defendidas: 2010

Remoção de Boro oriundo da Água produzida de Petróleo utilizando Hidróxidos Duplos Lamelares Sintéticos.

Autora: Thaís Delazare
Orientadoras: Lídia Yokoyama, Juacyara Carbonelli Campos, Mariana de Mattos Vieira M. Souza

Resumo

As hidrotalcitas (HT) são hidróxidos duplos lamelares (HDL) formados por íons metálicos (Mg-Al) com estruturas tipo brucita, os quais foram sintetizados e suas propriedades avaliadas na remoção de boro oriundo da água produzida de petróleo. A hidrotalcita foi sintetizada pelo método de coprecipitação e seus produtos calcinados foram obtidos por aquecimento a 500°C, caracterizados pelas seguintes análises: difração de raios x (DRX), fluorescência de raios x, medições termogravimétricas (TGA) e de fisisorção de N2 (BET).

A afinidade do hidróxido duplo lamelar com o boro foi avaliada utilizando diferentes tipos de hidrotalcita: calcinada (HTC) e não calcinada (HT), tempo de contato, pH inicial da água produzida de petróleo e a área superficial da HTC. Os ensaios foram realizados em temperatura ambiente. A remoção do boro foi quantitativamente avaliada usando isotermas de adsorção. O processo de adsorção do íon boro se ajustou melhor à isoterma de Freundlich.

O estudo da cinética de adsorção mostra que a velocidade do processo é melhor representada pelo modelo de pseudo-segunda ordem. As melhores condições experimentais para a remoção do boro foram: concentração de HTC com relação Al/(Al+Mg) = 0,33 de 40 g/L, área superficial de 8000 m², independente da concentração inicial de boro de 30 mg/L e 135mg/L, pH natural da água produzida de petróleo, tempo de contato de 10 min (Co=30 mgB/L) e de 30 min (Co=135 mgB/L), sob uma velocidade de agitação de 250 rpm. Nestas condições experimentais, obteve-se uma eficiência de remoção de boro em torno de 80% independente da sua concentração inicial.

Finalmente, se investigou a capacidade de reciclagem do adsorvente, a partir do HDL contendo carbonato, calcinado, utilizado na remoção do boro da água produzida de petróleo, através de ciclos de adsorção/lavagem com carbonato/decomposição térmica - "Efeito Memória", a fim de se evitar uma poluição secundária decorrente da transferência do poluente para o sólido. Este estudo foi realizado concomitantemente em uma solução sintética contendo boro para efeito comparativo.