TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ TPQB - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!

Teses de Doutorado Defendidas: 2010

Produção e Caracterização de Hidroxiapatita com Atividade Antimicrobiana.

Autor: Carlos Alberto Soriano de Souza
Orientadores: Maria Helena Miguez da Rocha Leão, Alexandra Malta Rossi

Resumo

A hidroxiapatita - Ca10 (PO4)6 (OH)2, - tem sido cada vez mais utilizada em aplicações na Medicina e Odontologia como veículo para liberação controlada de medicamentos e moléculas. Clorexidina - C22H30Cl2N10 é um antisséptico catiônico de ampla utilização nos últimos 50 anos. Isso se deve ao seu largo espectro de ação contra bactérias Gram-positivas e negativas, como também fungos patogênicos da cavidade oral. A interação de seus grupamentos positivos com a camada fosfolipídica da membrana citoplasmática dos microrganismos, com carga negativa, provoca desde a perda do controle osmótico e interferência nos processos metabólicos como a respiração e a biossíntese (ação bacteriostática), até a solubilização da membrana resultando na liberação dos componentes intracelulares (ação bactericida).

O objetivo principal deste trabalho foi desenvolver um biomaterial constituído de hidroxiapatita associado à clorexidina que acrescente à biocerâmica, com comprovadas propriedades osteocondutoras, uma ação antimicrobiana de amplo espectro, visando à aplicação no tratamento de infecções orais. Foram desenvolvidos estudos sobre a associação hidroxiapatita-clorexidina e feitas caracterizações físico-químicas e morfológicas (DRX, FTIR, MEV e UV-Vis). Ensaios microbiológicos, de citotoxicidade, biocompatibilidade celular e de bioatividade in vitro foram realizados para avaliação das propriedades do material.

Os resultados demonstraram uma ligação estável entre hidroxiapatita e clorexidina, havendo a formação de aglomerados de clorexidina ligados a superfície da biocerâmica. Para baixas concentrações de clorexidina o processo de adsorção ocorreu segundo a isoterma de Langmuir, enquanto o modelo Langmuir-Freundlich predominou em altas concentrações. A clorexidina presente na hidroxiapatita manteve atividade antimicrobiana sobre as espécies testadas, inibindo o crescimento de Enterococcus faecalis por até 8 dias e a adesão bacteriana de biofilme subgengival, ao mesmo tempo em que apresentou baixos níveis de citotoxicidade. O material hidroxiapatita-clorexidina apresentou bioatividade bastante expressiva, sinalizando para uma influência positiva desta associação nos processos biológicos na interação biomaterial/tecido. Os resultados obtidos sinalizam para a realização de testes in vivo e a aplicação do material obtido em estudos pré-clínicos.