TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ TPQB - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2012

Escoamento Trifásico em Meios Porosos: Permeabilidade relativa Óleo-Gás-Água.

Autor: Rafael Trevisan Pegoraro.
Orientador: Frederico Wanderley Tavares.

Resumo

Apresenta-se estudo do escoamento trifásico em meio poroso, por meio de dados experimentais e simulações numéricas, com o objetivo de caracterizar o processo de recuperação avançada de petróleo por injeção Alternada de Água e Gás - WAG. São obtidos dados experimentais de injeção de água e CO2 em rochas carbonáticas. Como essas rochas são suscetíveis à dissolução, verifica-se um aumento acentuado de permeabilidade absoluta, mostrando que a obtenção dos parâmetros necessários para descrever o escoamento em rochas carbonáticas requer procedimentos experimentais bem mais elaborados do que os atualmente existentes.

É avaliada uma metodologia para caracterização de experimentos em rochas não carbonáticas, de forma a permitir uma previsão adequada do comportamento do método WAG em escala de laboratório e de campo.

Os modelos de conversão das permeabilidades relativas bifásicas em trifásicas e o modelo de histerese de permeabilidades relativas são testados.

Avalia-se que a escolha do modelo de permeabilidade trifásico deve ser criteriosa e baseada em resultados de experimentos realizados em condições próximas às do reservatório em questão. Diferentes modelos produzem resultados bastante díspares em determinadas condições, podendo causar diferenças enormes na previsão de produção.

O fenômeno de histerese de permeabilidades relativas foi levado em consideração. O efeito de histerese em processos WAG fica claro nos dados experimentais, tanto na produção de óleo quando nos diferenciais de pressão envolvidos, que afetam a injetividade dos fluidos.

Demonstra-se que a correta caracterização da histerese é essencial para uma representação mais acurada dos dados experimentais e para uma adequada previsão do comportamento do método WAG em escala de campo.