EPQB EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ EPQB - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
English Busca 
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Atenção: Os candidatos selecionados no Processo Seletivo MP 2019/1 devem usar os mesmos CPF e Senha da inscrição no Processo Seletivo. Caso tenha esquecido, peça "Lembrar Senha" na tarja azul clara no topo desta tela. Só precisa preencher a opção Registro de Matrícula, subopções Dados Pessoais, Contato e Documentação
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!
Formulário de Busca
×

Páginas dos Livros nos Sites das Editoras

Ver Legenda   Página Existente
  Página não encontrada

  1. A Aprendizagem Tecnológica no Brasil
  2. Análise Térmica de Materiais
  3. Aproveitamento Energético e Caracterização de Resíduos de Biomassa
  4. Biocatálise e Biotransformação
  5. Biocombustíveis no Brasil
  6. Biomassa para Química Verde
  7. Chemistry Beyond Chlorine
  8. Compositional Grading in Oil and Gas Reservoirs
  9. Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos
  10. Dinâmica, Controle e Instrumentação de Processos
  11. Economia da Energia
  12. Engenharia de Processos
  13. Gestão em Biotecnologia
  14. Glycerol - A Versatile Renewable Feedstock for the Chemical Industry
  15. Handbook of Fruit and Vegetable Flavors
  16. Inovação - O Combustível do Futuro
  17. Mapeamento Tecnológico de Polímeros Furânicos
  18. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 1: Hidrocraqueamento de Frações Pesadas
  19. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 2: Hidrotratamento de Destilados
  20. Modelagem e Controle na Produção de Petróleo
  21. Monoethylene Glycol as Hydrate Inhibitor in Offshore Natural Gas Processing
  22. Offshore Processing of CO2 Rich Natural Gas with Supersonic Separator
  23. Olefinas Leves - Tecnologia, Mercado e Aspectos Econômicos
  24. Oportunidades em Medicamentos Genéricos
  25. Panorama e Perspectivas da Estocagem Geológica de Gás Natural
  26. Patenteamento & Prospecção Tecnológica no Setor Farmacêutico
  27. Planejamento de Experimentos usando o Statistica
  28. Potencialidades do Cajueiro
  29. Processos Inorgânicos
  30. Reologia e Reometria - Fundamentos Teóricos e Práticos
  31. Reúso de Água em Processos Químicos
  32. Setores da Indústria Química Orgânica
  33. Technology Roadmap
  34. Tecnologia do Hidrogênio
  35. Tecnologia Enzimática
  36. Tecnologias de Produção de Biodiesel
  37. Technological Trends in the Pharmaceutical Industry
  38. Tendências Tecnológicas no Setor Farmacêutico
×

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2009

Produção de Cápsulas de Liberação controlada para fins de Biorremediação de Ambientes Contaminados por Hidrocarbonetos do Petróleo

Autor: Everton Amazonas dos Reis
Orientadores: Selma Gomes Ferreira Leite, Maria Helena Miguez da Rocha Leão.

Resumo

No atual contexto mundial, em que a preocupação com o meio ambiente vem crescendo abruptamente, o domínio de tecnologias tornou-se essencial para qualquer país. Tecnologias aplicáveis a diversos setores e que permitem um controle mais sofisticado de certas propriedades de uso de diferentes produtos alcançam hoje maior valor estratégico. Dentre as tecnologias com grande potencial está a microencapsulação de materiais ativos.

Diversos estudos vêm avaliando a utilização de fertilizantes de liberação lenta, como uma forma de bioestímulo, para fornecer as concentrações de nutrientes necessárias ao processo de biorremediação. Esses produtos já são usualmente utilizados para diferentes cultivares agrícolas e fornecem nutrientes para as culturas durante todo o seu ciclo de crescimento.

Diante da elevada potencialidade do uso de microorganismos degradadores de hidrocarbonetos de petróleo acoplado com a tecnologia de liberação controlada de materiais ativos, este trabalho tem como objetivo produzir cápsulas de liberação controlada de NPK para fins de biorremediação.

Para formulação do encapsulado foram utilizados os polímeros alginato e capsul®, e o fertilizante comercial NPK da empresa Sempre Verde®. Utilizou- se o óleo cru de base parafínica como única fonte de carbono e o meio mineral Bushnell-Hass para cultivar o consórcio de microorganismos degradadores de óleo. Foi utilizado o planejamento experimental para avaliar a concentração ótima de capsul e óleo cru nos sistemas de biorremediação.

Os resultados obtidos foram a produção de cápsulas de liberação lenta com 4 mm de diâmetro composta por 3 % de alginato (P/V) e 4,1% de capsul (P/V), com uma concentração de 68mg/l de nitrogênio total e 139mg/l de fósforo aprisionada em seu interior. As cápsulas foram aplicadas em experimentos em meio líquido (BH) contendo 0,22% do óleo cru apresentando uma degradação, pelo consórcio microbiano, de 39% de hidrocarbonetos totais, demonstrando ser uma ferramenta passível de ser aplicada na biorremediação desses hidrocarbonetos.