TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ TPQB - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Atenção: Os novos alunos de Mestrado Acadêmico já podem completar seus dados. Pedimos aos outros que aguardem mais um pouco. (07/12/2016 15:50)
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2008

Geração de Biodiesel pelos Processos de Transesterificação e Hidroesterificação - Uma Avaliação Econômica.

Autora: Ana Paula Gama Encarnação.
Orientador: Donato Alexandre Gomes Aranda.

Resumo

Os processos de hidroesterificação e transesterificação para produção de biodiesel foram comparados utilizando análise financeira. Três diferentes plantas de 100 mil toneladas por ano foram estudadas. Na primeira comparação, foram utilizadas como matéria prima 50% de óleo vegetal e 50% de gordura animal para a convencional transesterificação e para a hidroesterificação (processo integrado de hidrólise e esterificação). O terceiro caso é a planta de hidroesterificação operando com 45% de óleo vegetal, 30% de gordura animal, 20% de ácidos graxos e 5% de óleo de fritura usado.

Apenas a hidroesterificação pode ser utilizada nesse caso, pois a matéria prima com alta acidez não pode ser utilizada em processos de transesterificação devido à formação de sabão.

Dados técnicos foram obtidos de plantas comerciais de biodiesel provenientes do processo de transesterificação e a partir de plantas de nacionais de hidrólise e esterificação, para o caso de hidroesterificação. Na avaliação geral, aproximadamente 85% da renda líquida de biodiesel está associada aos custos operacionais.

A hidroesterificação possui a vantagem de utilizar catálise heterogênea frente à homogênea, o que significa menores despesas em etapas de lavagem e neutralização com ácidos e bases. Essa vantagem é ainda maior se matérias primas de alto teor de acidez são empregadas.

A avaliação dos valores de VPL, TIR e EBITDA mostram que todos os casos estudados são viáveis para condições normais de mercado. A hidroesterificação alimentada com matéria prima de alta acidez (terceiro caso) mostrou-se mais viável apresentando TIR de 32%, VPL de R$ 23 MM e R$ 29 MM de EBITDA no décimo ano. Hidroesterificação operando com apenas óleo vegetal e gordura animal apresentou 22,2% de TIR, R$ 4,1 MM de VPL e R$ 22 MM de EBITDA, valores apenas um pouco maiores a transesterificação, respectivamente: 21,5%, R$ 2,8 MM e R$ 21,5 MM.

A análise de sensibilidade demonstrou que o preço de venda do biodiesel e o custo da matéria prima são os parâmetros mais críticos para a viabilidade do negócio. Adicionalmente, o preço mínimo de biodiesel foi avaliado para diferentes cenários de custos de matéria prima.