EPQB EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos EPQB - Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ EPQB - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
English Busca 
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Atenção: Os candidatos selecionados no Processo Seletivo MP 2019/1 devem usar os mesmos CPF e Senha da inscrição no Processo Seletivo. Caso tenha esquecido, peça "Lembrar Senha" na tarja azul clara no topo desta tela. Só precisa preencher a opção Registro de Matrícula, subopções Dados Pessoais, Contato e Documentação
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!
Formulário de Busca
×

Páginas dos Livros nos Sites das Editoras

Ver Legenda   Página Existente
  Página não encontrada

  1. A Aprendizagem Tecnológica no Brasil
  2. Análise Térmica de Materiais
  3. Aproveitamento Energético e Caracterização de Resíduos de Biomassa
  4. Biocatálise e Biotransformação
  5. Biocombustíveis no Brasil
  6. Biomassa para Química Verde
  7. Chemistry Beyond Chlorine
  8. Compositional Grading in Oil and Gas Reservoirs
  9. Controle e Monitoramento de Poluentes Atmosféricos
  10. Dinâmica, Controle e Instrumentação de Processos
  11. Economia da Energia
  12. Engenharia de Processos
  13. Gestão em Biotecnologia
  14. Glycerol - A Versatile Renewable Feedstock for the Chemical Industry
  15. Handbook of Fruit and Vegetable Flavors
  16. Inovação - O Combustível do Futuro
  17. Mapeamento Tecnológico de Polímeros Furânicos
  18. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 1: Hidrocraqueamento de Frações Pesadas
  19. Modelagem Composicional de Frações de Petróleo - Vol. 2: Hidrotratamento de Destilados
  20. Modelagem e Controle na Produção de Petróleo
  21. Monoethylene Glycol as Hydrate Inhibitor in Offshore Natural Gas Processing
  22. Offshore Processing of CO2 Rich Natural Gas with Supersonic Separator
  23. Olefinas Leves - Tecnologia, Mercado e Aspectos Econômicos
  24. Oportunidades em Medicamentos Genéricos
  25. Panorama e Perspectivas da Estocagem Geológica de Gás Natural
  26. Patenteamento & Prospecção Tecnológica no Setor Farmacêutico
  27. Planejamento de Experimentos usando o Statistica
  28. Potencialidades do Cajueiro
  29. Processos Inorgânicos
  30. Reologia e Reometria - Fundamentos Teóricos e Práticos
  31. Reúso de Água em Processos Químicos
  32. Setores da Indústria Química Orgânica
  33. Technology Roadmap
  34. Tecnologia do Hidrogênio
  35. Tecnologia Enzimática
  36. Tecnologias de Produção de Biodiesel
  37. Technological Trends in the Pharmaceutical Industry
  38. Tendências Tecnológicas no Setor Farmacêutico
×

Teses de Doutorado Defendidas: 2008

Produção de Biodiesel a partir da transesterificação de Óleo de Pinhão Manso (Jatropha curcas Lin): estudo teórico e experimental.

Autora: Neyda de Lacarid Om Tapanes.
Orientadores: Donato Alexandre Gomes Aranda, José Walkimar de M. Carneiro.

Resumo

Óleos vegetais provenientes de diversas oleaginosas têm sido testados com sucesso na produção de biodiesel. O Pinhão manso é uma espécie com variadas aplicações e um elevado potencial. O óleo proveniente destas sementes representa seu produto de maior valor, com propriedades como: baixa acidez, boa estabilidade à oxidação e excelentes propriedades de fluidez a baixa temperatura.

No presente trabalho foi estudada a reação de transesterificação básica do óleo de Pinhão Manso para produzir biodiesel, utilizando catalisadores homogêneos e heterogêneos, mediante métodos experimentais e teóricos. A metodologia experimental foi realizada através de um planejamento de experimentos, e a metodologia teórica através da aplicação de cálculos quânticos.

Os resultados teóricos demonstraram que a reação homogênea estudada ocorre mediante o mecanismo da reação proposto por Freedman and Schuchardt (três etapas e formação de um único intermediário tetraédrico), sendo a etapa controladora a quebra do intermediário tetraédrico (Etapa 2).

O estudo cinético e a determinação das condições operacionais que maximizam o rendimento foram realizados mediante o planejamento de experimentos, variando:

Ambos os estudos - teóricos e experimentais - demonstraram que a reação com etanol é mais lenta que a reação com metanol, devido à menor velocidade de formação do ânion etóxido (na pré-etapa do mecanismo).

O estudo da reação de transesterificação heterogênea utilizando catalisadores tipo hidrotalcita Mg/Al, demonstrou que ocorre o mecanismo de Langmuir-Hinshelwood Hougen-Watson (LHHW) sendo a etapa controladora a reação química.

Os resultados cinéticos indicaram que não existem diferenças significativas entre a utilização de metanol ou etanol na transesterificação. Este resultado sugere que o efeito que afetava a formação do etóxido na catálise homogênea, foi eliminado com a utilização da catálise heterogênea.

A temperatura de calcinação do catalisador é um fator significativo na conversão final da reação heterogênea, resultando o catalisador calcinado a 400°C o de maior efetividade, obtendo-se aos 60 minutos de reação, conversões superiores a 94%.