TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ TPQB - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Atenção: Os novos alunos de Mestrado Acadêmico já podem completar seus dados. Pedimos aos outros que aguardem mais um pouco. (07/12/2016 15:50)
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2008

Desenvolvimento de Meios de Cultivo Alternativos para Produção de Bacillus sphaericus Tóxicos contra Larvas de Culex quinquefasciatus (Diptera: Culicidae).

Autora: Cristiane Darco Cruz Martins.
Orientadoras: Eliana Flávia Camporese Sérvulo, Paula Fernandes de Aguiar.

Resumo

A utilização de três rejeitos industriais (trub, levedura residual cervejeira e efluente de indústria pesqueira) foi avaliada com o objetivo de reduzir os custos da produção industrial de bioinseticidas à base de Bacillus sphaericus.

Os meios de produção foram formulados a partir do teor de proteínas de modo a apresentarem uma concentração inicial de 0,7 g/L. Três linhagens isoladas de ecossistemas brasileiros foram estudadas e comparadas com a cepa padrão 2362.

Os rejeitos industriais promoveram o crescimento e esporulação das três linhagens de Bacillus sphaericus isoladas de ambientes brasileiros (S1, S2 e S20) e da cepa padrão. Entretanto, foram observados diferentes perfis de crescimento e esporulação de acordo com as diferentes condições nutricionais testadas.

Os resultados obtidos foram semelhantes ou melhores do que aqueles observados no meio convencionalmente usado para produção de biomassa entomopatogênica de Bacillus sphaericus. Os resultados referentes à toxicidade contra larvas de Culex quinquefasciatus (CL50) também variaram de acordo com a composição do meio.

Embora tenha ocorrido considerável redução na concentração de carbono orgânico dos meios, os valores de carbono residual continuaram superiores ao considerado adequado para o descarte de efluente. A análise estatística dos dados permitiu a elaboração de superfícies de resposta que podem ser utilizadas para determinação de um escalonamento futuro dos processos.