TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ TPQB - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!

Dissertações de Mestrado Defendidas: 2011

Avaliação do Comportamento de Amilases na Remoção de Reboco em Poços Off-Shore.

Autora: Nattascha Kyaw.
Orientadoras: Maria Alice Zarur Coelho, Marta Antunes Pereira Langone.

Resumo

Nas perfurações de poços de petróleo, os fluidos de perfuração são utilizados para lubrificar as brocas, retirar os cascalhos, manter a estabilidade do poço e também para formar o reboco. Esta camada de reboco, apesar de necessária, pode impedir significativamente a capacidade de escoamento nas zonas produtoras de poços horizontais, resultando na redução da produtividade dos mesmos. Para aumentar esta produtividade, preparados enzimáticos estão sendo atualmente utilizados para a degradação dos polímeros presentes nos rebocos depositados, em detrimento da utilização de ácidos e de agentes oxidantes.

Os polímeros, tais como o amido, são importantes para fornecer a viscosidade e o controle de filtrado, necessários aos fluidos de perfuração. O amido é amplamente utilizado nos fluidos a base de água; isto ocorre por conta da capacidade deste polímero de diminuir a permeabilidade dos poros reduzindo a invasão do fluido na formação, sendo utilizado como um agente de controle de perda de fluido. Preparados enzimáticos específicos são capazes de catalisar a hidrólise do amido presente no reboco permitindo um melhor escoamento do petróleo. Essas enzimas são adicionadas ao fluido de completação a base de água que em sua maioria contém componentes como cloreto de sódio (NaCl), bissulfito de sódio (NaHSO3) e Ultrawet (éter etoxilado).

Neste trabalho, são estudados quatro preparados amilolíticos comerciais - Liquozyme, Termamyl, Mi-Swaco e GBW. Estes preparados foram caracterizados frente às condições encontradas nos poços da Bacia de Campos (RJ) em termos de temperatura (30, 50, 65, 80 e 95°C), salinidade (204 g/L de NaCl) e diferencial de pressão no poço (100, 500 e 1000 psi). Avaliou-se, através do comportamento cinético apresentado pelos quatro preparados enzimáticos, o componente do fluido de completação que provocou inibição enzimática, sendo estudados os componentes NaCl (204 g/L), NaHSO3 (0,14 g/L) e o Ultrawet (0,3%v/v).

O melhor preparado estudado foi o da Liquozyme, pois apresentou altas atividades nas temperaturas estudadas e a maior atividade residual após oito horas de reação a 95°C, em condições de alta salinidade e pressão. O componente do fluido de completação que provocou maior inibição foi o NaCl, sendo sua inibição provocada pela alta força iônica. Todas as quatro preparações enzimáticas apresentaram perfis cinéticos muito semelhantes nas condições estudadas.