TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos TPQB - Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ TPQB - Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Intranet
Por favor, digite ou corrija o CPF!
Por favor, digite sua Senha!
Atenção: Os novos alunos de Mestrado Acadêmico já podem completar seus dados. Pedimos aos outros que aguardem mais um pouco. (07/12/2016 15:50)
Lembrar Senha
Por favor, digite ou corrija o E-Mail!

Teses de Doutorado Defendidas: 2008

A Gestão das Micro e Pequenas Empresas Químicas, para fins industriais, do Estado do Rio de Janeiro: oportunidades de aperfeiçoamento do Nível de Competitividade.

Autor: Isnard Marshall Jr.
Orientadora: Adelaide Maria de Souza Antunes.

Resumo

Notoriamente, o mercado nacional, assim como em outros países, tem em sua composição um segmento considerado relevante, que vem a ser o das micro e pequenas empresas - MPEs. Após algumas legislações tendentes a cumprir o mandamento constitucional que destaca a necessidade de tratamento favorecido e diferenciado a este agente econômico, foi promulgada, em 15 de dezembro de 2006, nova lei complementar visando concretizar aquele princípio econômico, o que evidencia a relevância das empresas de porte reduzido no contexto do mercado.

Por outro lado, é inquestionável a importância da indústria química para o desenvolvimento econômico e social de um país, pois afinal, é responsável pela produção de produtos utilizados em praticamente todos os demais setores produtivos da economia. O fortalecimento da gestão desse segmento - químico - tem impacto direto em toda a cadeia produtiva e na sociedade como um todo, gerando bem estar e qualidade de vida.

Quando se trata do assunto "gestão", importante se faz o balizamento dos padrões e práticas de trabalho adotadas por uma empresa ou segmento de negócio, a partir da comparação com um modelo de referência. Neste sentido, é utilizado o modelo proposto pela Fundação Nacional da Qualidade - FNQ, pela sua atualidade e abrangência, e pelo fato deste ter sido elaborado, desde a sua concepção, sem ser prescritivo, o que permite sua contextualização para diferentes públicos e áreas, ou seja, para empresas de diversos ramos de atividades e portes, como é o caso das micro e pequenas empresas químicas.

A presente tese objetiva diagnosticar os níveis de competitividade das MPEs químicas para fins industriais do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da avaliação das práticas de gestão adotadas em um largo espectro de atividades gerenciais. Nesta linha, pesquisa de campo foi desenvolvida e aplicada com o intuito de, não só de avaliar as aludidas práticas e respectivos resultados, mas também identificar os pontos fortes, fracos e oportunidades de aperfeiçoamento da gestão.